oficinas/workshops

Para contratar uma Oficina de Remix Literário: mixlit@ymail.com

As Oficinas de Remix Literário já estiverem presentes em:
– Festival de Inverno do SESC-RJ (Teresópolis e Friburgo)
– Evento ArteFórum na UFRJ, a convite de Beatriz Resende, Cristiane Costa e Cecília Gianetti
– Evento e exposição Periferia.com na Biblioteca Parque de Manguinhos (Oficina de Remix Literário e criação de blogs), a convite de Heloísa Buarque de Hollanda, Marco Antonio Teobaldo, Gringo Cardia e Omar Salomão
– Espaço Cultural Interseções, a convite de Daniela Guillén  e Maria Jácome
– SESC Barra Mansa, edições de dias das crianças, para estudantes de escolas públicas da região

As oficinas contam com uma parte expositiva, na qual são mostradas obras que dialogam com o espírito do MixLit, e uma parte prática, na qual os participantes são convidados a montarem seus remixes literários. E muito bate-papo sobre tudo isso, claro.

SESC BARRA MANSA – semana do dia das crianças – OUTUBRO 2013 – oficinas com estudantes de escolas públicas da região

1512067_10202447511084235_198051414_o

1501262_10202447507284140_522938094_o

1524067_10202447510924231_863656141_o

1559549_10202447505764102_226558141_o

1547937_10202447508364167_202995923_o

1606323_10202447505244089_106759028_o

FESTIVAL DE INVERNO DO SESC-RJ

SESC TERESÓPOLIS – 18 de JUNHO de 2013

Oficina MixLit - texto feito por participante Elaine Vieira - SESC Teresópolis

Texto feito por Elaine Vieira

Oficina MixLit - texto feito por Leticia Montenegro - dia 2 - SESC Teresopolis

Texto feito por Leticia Montenegro

Os textos acima, feitos no segundo dia de Oficina de remix literário no SESC Teresópolis, foram gerados a partir de livros e páginas escolhidos pelos próprios participantes, que incluíam pessoas de 10 a 60 anos. Os livros são os seguintes:

– Paula PIMENTA. Apaixonada por palavras, pgs.72/73.

– Ariano SUASSUNA. A pedra do reino, pgs.422/423.

– Paulo LEMINSKI. Toda poesia, pgs.38/39.

– José SARAMAGO. As intermitências da morte, pgs.14/15.

– Oswald de ANDRADE. Um homem sem profissão, pgs.80/81.

– Thalita REBOUçAS. Uma fada veio me visitar, pgs.60/61.

– Cressida COWELL. Como falar dragonês, pgs.24/25.

– Marina COLASANTI. A morada do ser, pgs.42/43.

– Luiza PAIVA DE CASTRO. Verde, país de meninos, pgs.78/79.

SESC TERESÓPOLIS – 17 de JUNHO de 2013

Oficina MixLit - texto feito por participante Rogério Noboa - SESC Teresópolis

Texto feito por Rogério Noboa

Oficina MixLit - texto feito por Leticia Montenegro - SESC Teresopolis

Texto feito por Leticia Montenegro

Os textos acima, feitos pelos participantes Rogério Noboa e Leticia Montenegro, foram gerados usando os seguintes livros/páginas abaixo, sem ordem estabelecida:

– Rodrigo de SOUZA LEÃO. Todos os cachorros são azuis. Rio de Janeiro: 7Letras, 2008, p.32.

– Lourenço MUTARELLI. A arte de produzir efeito sem causa. São Paulo: Companhia das Letras, 2008, p.68.

– Max MALLMAN. Síndrome de Quimera. Rio de Janeiro: Rocco, 2000, p.35.

– Samuel BECKETT. Primeiro amor. Tradução de Célia Euvaldo. São Paulo: Cosac Naify, 2007, p.10.

– Henry MILLER. Dias de paz em Clichy. Tradução de Roberto Muggiati. Rio de Janeiro: José Olympio, 2004, p.12.

– Carol BENSIMON. Pó de parede. Porto Alegre: não editora, 2008, p.37.

– Albert CAMUS. Estado de sítio/O estrangeiro. Tradução de Antonio Quadros. São Paulo: Abril Cultural, 1979, p.263.

– Philip ROTH. Goodbye, Columbus – e outros contos. Tradução de Luiz Horácio da Matta. Rio de Janeiro: Expressão e Cultura, 1971, p.86.

– ONDJAKI. Os da minha rua. Rio de Janeiro: Língua Geral, 2009, p.134.

– Charles BUKOWSKI. A mulher mais linda da cidade e outras histórias. Tradução de Albino Poli Jr. Porto Alegre: L&PM Pocket, 2003, p.112.

capa do programa Festival de Inverno SESC

Anuncio oficina mixlit no sesc teresopolis

ESPAÇO CULTURAL INTERSEÇÕES – 16 DE JUNHO DE 2012 – A convite de Daniela Guillén e Maria Jácome, curso integrante da grade de estreia do espaço, realizado em um sábado, de 14h às 18h.

Texto feito por Claudio Coutinho de Biasi

1 Michel LAUB. Diário da queda. São Paulo: Companhia das Letras, 2011, p.50.

2  Péter ESTERHÁZY. Os verbos auxiliares do coração. Tradução de Paulo Schiller. São Paulo: Cosac Naify, 2011, p.19.

3 Josué MONTELLO. O camarote vazio. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1990, p.34.

4 Péter ESTERHÁZY. Os verbos auxiliares do coração. Tradução de Paulo Schiller. São Paulo: Cosac Naify, 2011, p.19.

5 Mario BELLATIN. Salão de beleza. Tradução de Maria Alzira B

rum Lemos. Rio Grande do Sul: Leitura XXI, 2007, p.68.

6 Marcel PROUST. No caminho de Swann – Em busca do tempo perdido. Tradução de Mário Quintana. São Paulo: Abril, 1979, p.27.

7 Agatha CHRISTIE. Morte na Mesopotâmia. Tradução de Henrique Guerra. Rio Grande do Sul: L&PM, 2011, p.161.

8 .Dodô AZEVEDO. Pessoas do século passado. Rio de Janeiro: Rocco, 2004, p.73.

9 Witold GOMBROWICZ. Cosmos. Tradução de Tomasz Barcinski e Carlos Alexandre Sá. São Paulo: Companhia das Letras, 2011, p.70.

10 Machado de ASSIS. Quincas Borba. Rio de Janeiro: Garnier, 1998, p.207.


PERIFERIA.COM – BIBLIOTECA PARQUE DE MANGUINHOS – 27 DE AGOSTO DE 2011 – A convite de Heloísa Buarque de Hollanda, Marco Antonio Teobaldo, Gringo Cardia e Omar Salomão, realização Aeroplano Projetos e Consultoria em parceria com a Secretaria Estadual de Cultura do Rio de Janeiro

Porque não desisto

Texto de Irany Vitória

Por que você não quer me cumprimentar?(1) O que você quer?
Ergui os olhos sobressaltado e me deparei com aquele par de joelhos lisos e redondinhos avançando alternadamente na minha direção. Era ela!(3)
Mas na realidade ela era uma mulher extremamente tenaz.(4)
– Ouça, sou uma criatura muito preguiçosa. Não tenho paciência para ler livros. É demais para meu pobre cérebro.(5)
Olho para a escada.(6)
Tinha o ar de perguntar a si mesmo o que poderia ainda fazer.(7)
– Você ainda está zangada? – perguntei por fim.(8)
O céu ficou carregado de nuvens escurecidas.(9) Nosabraçamos com força e as paredes se fecharam sobre nós.(10)

 

1.Rodrigo de SOUZA LEÃO. Todos os cachorros são azuis. Rio de Janeiro: 7Letras, 2008, p.32.

2.Lourenço MUTARELLI. A arte de produzir efeito sem causa. São Paulo: Companhia das Letras, 2008, p.68.

3. Max MALLMAN. Síndrome de Quimera. Rio de Janeiro: Rocco, 2000, p.35.

4. Samuel BECKETT. Primeiro amor. Tradução de Célia Euvaldo. São Paulo: Cosac Naify, 2007, p.10.

5. Henry MILLER. Dias de paz em Clichy. Tradução de Roberto Muggiati. Rio de Janeiro: José Olympio, 2004, p.12.

6. Carol BENSIMON. Pó de parede. Porto Alegre: não editora, 2008, p.37.

7. Albert CAMUS. Estado de sítio/O estrangeiro. Tradução de Antonio Quadros. São Paulo: Abril Cultural, 1979, p.263.

8. Philip ROTH. Goodbye, Columbus – e outros contos. Tradução de Luiz Horácio da Matta. Rio de Janeiro: Expressão e Cultura, 1971, p.86.

9. ONDJAKI. Os da minha rua. Rio de Janeiro: Língua Geral, 2009, p.134.

10. Charles BUKOWSKI. A mulher mais linda da cidade e outras histórias. Tradução de Albino Poli Jr. Porto Alegre: L&PM Pocket, 2003, p.112.

ARTEFÓRUM – UFRJ – 4 E 5 DE JUNHO 2011 – A convite de Beatriz Resende, Cristiane Costa e Cecília Gianetti, realização Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ

Texto feito por Patricia Klein e Claudia

Texto feito por Igor Castro

Texto feito por Elen Nas

Texto feito por Letícia Leal

Letícia Leal, que montou o texto acima, escreveu em seu blog sobre a experiência e o MixLit. Para ler, clique aqui.

Texto de Nira Kaufman



Todos os textos acima foram feitos a partir da leitura, seleção, edição e recombinação de trechos das mesmas dez páginas, de dez livros diferentes. Os livros e suas páginas são:

Charles BUKOWSKI. A mulher mais linda da cidade e outras histórias. Tradução de Albino Poli Jr. Porto Alegre: L&PM Pocket, 2003, p.112.

Albert CAMUS. Estado de sítio/O estrangeiro. Tradução de Antonio Quadros. São Paulo: Abril Cultural, 1979, p.263.

Samuel BECKETT. Primeiro amor. Tradução de Célia Euvaldo. São Paulo: Cosac Naify, 2007, p.10.

Max MALLMAN. Síndrome de Quimera. Rio de Janeiro: Rocco, 2000, p.35.

Philip ROTH. Goodbye, Columbus – e outros contos. Tradução de Luiz Horácio da Matta. Rio de Janeiro: Expressão e Cultura, 1971, p.86.

Lourenço MUTARELLI. A arte de produzir efeito sem causa. São Paulo: Companhia das Letras, 2008, p.68.

Carol BENSIMON. Pó de parede. Porto Alegre: não editora, 2008, p.37.

ONDJAKI. Os da minha rua. Rio de Janeiro: Língua Geral, 2009, p.134.

Henry MILLER. Dias de paz em Clichy. Tradução de Roberto Muggiati. Rio de Janeiro: José Olympio, 2004, p.12.

Rodrigo de SOUZA LEÃO. Todos os cachorros são azuis. Rio de Janeiro: 7Letras, 2008, p.32.

255041_2074207169943_2877364_n
255775_2074207689956_963523_n
254945_2074208129967_2211047_n
254303_2074208369973_4218694_n

Anúncios

9 responses to this post.

  1. Olha o meu texto, gente! #filmaeugalvão (Igor Castro)

  2. Ei, põe as fontes dos textos!

  3. Igor, as fontes estão referenciadas ao final da seção, depois do último texto. abs, Leonardo,

  4. Meu caro,
    Faz algum tempo que escrevemos sobre cultura livre e digital (no http://baixacultura.org). Nunca tínhamos encontrado algo que sempre quisemos: a tua ideia nas oficinas do Mixlit.
    Parabéns!

  5. Olá pessoal do Baixa Cultura,
    Legal, fico feliz por gostarem do trabalho, e entusiasmado pelo comentário. Em breve teremos mais oficinas.
    Dei uma olhada rápida no site de vocês, pareceu bem interessante. Vou continuar lendo.
    Obrigado!

  6. Posted by ALINE F.VITOR on 21 21UTC julho 21UTC 2013 at 15:41

    MANIPULAR O TEXTO, “SEM DÓ NEM PIEDADE”.!!!

  7. PARTICIPAR DESSE TRABALHO,FOI FANTÁSTICO!

  8. LANÇAREI CONTOS DE FADA- UM PAPEL DE RESGATE,PRÓXIMO DIA 28,BIENAL DO LIVRO SÃO PAULO,16:30 ás 19:00.Aline F.Vitor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: