MixLit 24: O papel de cada um

-Para sabê-lo tenho de ver você inteira. Inteira. Tenho de ver você nua. Com o máximo de detalhes. Você diz que sofreu um acidente. Diz que manca um pouco. Um pouco. Mas não me deixa ver quão pouco é esse pouco. Queria ver essa perna ferida. Como ficou. Ver seus peitos. Sua boceta(1).

Fabiana pensa em sua boceta. No que fazer com ela depois de sacá-la assim, como do nada. O que exigir dela. O que colocar nela(2). Verdade é que bastava observar aquela carne transpirante e sadia, aqueles pulsos rijos e cabeludos, aquele peito largo, aquele pescoço nervoso e duro, para que a gente fizesse logo uma idéia justa do que seria capaz o Borges em matéria de força muscular(3).

Ajeitou o vestido. Vindo ao seu encontro, sorriu, como se dissesse: tudo bem(4), este é meu papel no filme(5).

___________________

1. Javier MARÍAS. Coração tão branco. 1992. Tradução de Eduardo Brandão. Martins Fontes. São Paulo. 1995, p.177.

2. André DE LEONES. Hoje está um dia morto. 2006. Record. Rio de Janeiro. 2006, p.19.

3. Aluísio AZEVEDO. Filomena Borges. Sem data. Martins. São Paulo. 1960, p.11.

4. Luiz Antonio de ASSIS BRASIL. A margem imóvel do rio. 2003. L&PM. Rio Grande do Sul. 2003, p.101.

5. Jack KEROUAC. Tristessa. 1960. Tradução de Edmundo Barreiros. L&PM. Rio Grande do Sul. 2006, p.101.

Anúncios

One response to this post.

  1. Muito massa, Leonardo! Eu adoro esse livro do Javier Marías! Abraços.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: